segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Juramento de Bandeira

"Pormenores da cerimónia"
EPA, 01.Julho.2010

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Géneros

"Militares na cerimónia do Juramento de Bandeira"
Vendas Novas, 01.Julho.2010

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Como fotografar Fogo-de-Artifício

E

xperimente fotografar fogo-de-artifício. É relativamente fácil e poderá conseguir resultados espectaculares. Como se trata de um tipo de fotografia muito específico, há alguns cuidados a ter em atenção de modo a conseguir os resultados que pretende. Vai por certo obter fotos magníficas embora possa acontecer que, na sua primeira experiência neste género de fotografia, as expectativas possam não ser totalmente realizadas. Não desanime. Insista, vai valer a pena.

Para fotografar fogo-de-artifício vai precisar de equipamento específico e de ter em atenção algumas configurações. Desde logo, o acessório que me parece ser o mais importante é um Tripé. Sem ele, os resultados ficam sem dúvida comprometidos. Não se esqueça: leve um bom Tripé.

Em princípio, não irá mudar a Lente durante o espectáculo. Sendo assim, escolha uma lente que lhe permita obter os resultados que imagina. Nem precisa ser muito luminosa nem especialmente rápida. Também conseguirá bons resultados com uma lente de qualidade média. Eu costumo usar uma grande angular embora, por vezes, também utilize uma 50mm fixa. Mas, claro, poderá sempre usar uma lente que lhe permita aceder a distâncias focais maiores, para ir experimentando diferentes enquadramentos ou para fazer zoom a uma parte específica do espectáculo. Tudo depende do resultado que se pretende obter.

Igualmente importante é a utilização de um Disparador Remoto, com ou sem fios. Ainda que lhe possa parecer uma boa opção, evite usar o Self-Timer da sua máquina, pois nesse caso dificilmente iria conseguir antecipar ou aproveitar os melhores momentos. Eu costumo usar o disparador remoto em conjugação com o modo BULB da máquina. Já lhe falarei disso mais á frente …

Antes que me esqueça, há duas coisas das quais não se pode esquecer: Baterias carregadas e Cartões de memória formatados. Leve um sobressalente de cada. E, como se trata de fotografia nocturna, é sempre bom ter por perto uma pequena lanterna. Mais cedo ou mais tarde, vai precisar dela.

Dependendo do tipo de máquina, poderá ter de indicar antecipadamente, nos menus, o tipo de disparo que vai usar (na máquina ou através do disparador remoto; se for este o caso, evite a opção de disparador retardado, por motivos óbvios).

Configure o ISO para o valor mais baixo possível (normalmente será ISO 100). Configure também a sua máquina fotográfica para o modo “Manual” e utilize a Focagem Manual, focando para o infinito. Só terá desvantagem em usar o Auto-Focus. O mesmo acontece com o Flash, pois é igualmente desnecessário neste tipo de fotografia.

Chegue cedo e escolha o melhor local para fotografar, com um enquadramento apropriado para o tipo de fotografia que imagina. Para tal, é importante saber os sítios exactos de onde o fogo-de-artifício irá ser lançado e qual a direcção de subida. Tenha também em atenção a direcção do vento, não só para não perder os bonitos efeitos das explosões, mas também porque não vai querer que o fumo venha para o local onde se colocou. Tudo isto servirá para tentar antever onde o fogo irá “explodir”, de maneira a posicionar o equipamento e captar todo o enquadramento desejado.

Tenha ainda presente que deverá evitar eventuais focos de luz intensa virados directamente para a objectiva ou que, de alguma forma, possam interferir na fotografia.

Tente incluir no enquadramento um ou mais objectos que ajudem a melhorar a composição e, se possível, a identificar o local (costuma ser o caso de objectos arquitectónicos, tais como estruturas, edifícios públicos, castelos, muralhas, pontes, etc..). Se houver água por perto (mar, praias, lagos, rios), tente encontrar uma localização que lhe dê o reflexo do fogo na água. Em certos casos, também fica interessante se puder incluir parte da assistência na sua foto. Todos estes aspectos poderão ajudá-lo a melhorar a sua composição fotográfica.

No que concerne à Abertura do Diafragma e ao Tempo de Exposição, são usuais aberturas desde f/8 ou f/10 até f/14 ou f/16, mas isso pode variar de caso para caso. Para fotografar fogo-de-artifício, não costumo definir qualquer velocidade de disparo, pois prefiro utilizar o modo BULB com o cabo disparador. Dependendo da cadência e do tipo de fogo-de-artifício (com mais ou menos explosões), deixo o obturador aberto entre 5” e 30” ou mesmo 40”. Não se preocupe muito com este particular, pois ao fim de algum tempo, já terá experiência suficiente para perceber quando é preferível ou pertinente parar a captação de luz. No princípio, para evitar a sobre-exposição das suas fotos, não faça disparos muito longos, comece com poucos segundos de exposição (entre 5” a 10”) e veja logo o resultado. Depois, vá ajustando à medida que achar conveniente.

Também se pode tentar outro tipo de disparo, mas este é um pouco mais exigente. Consiste em deixar o obturador ligado muito tempo (vários minutos) tendo o cuidado de, sempre que não se verifiquem “explosões” ou em que haja tempos mortos, tapar a objectiva com algo escuro (por exº um pano preto), de modo que não entre nenhuma luz. Irá destapar a objectiva assim que volta a acontecer algo de interessante para captar. Pode repetir o processo tantas vezes quantas as necessárias.

Com este tipo de disparo prolongado pode conseguir resultados espectaculares, captando várias “explosões” numa mesma fotografia, numa bela mistura de luz e cores. No entanto, isso pode ter uma desvantagem, a qual está relacionada com o exagerado tempo de espera para gravar a foto no cartão, podendo perder-se a oportunidade de voltar a disparar quando algo interessante está a acontecer. A não ser que tenha um equipamento muito rápido, ….

Em conclusão, chegue cedo e escolha um bom local, monte e verifique todo o equipamento e experimente tirar algumas fotos para decidir sobre a melhor composição fotográfica. Se quiser, faça mais alguns testes. Depois, é só esperar …

Já agora, se quiser fazer o favor, diga-nos que configurações costuma utilizar para fotografar fogo-de-artifício, ou quaisquer outros aspectos que ache pertinentes. Pode fazê-lo nos comentários.

Divirta-se e … boas fotos.


Para ver as fotos anteriores, clique aqui por cima do lado direito, em "Mensagens antigas" .
(em cada momento, estarão visíveis apenas as últimas 3 fotos)

Blogues sobre Fotografia

365 Days (and learning)
A arte de bem ...
Abstracto
Adelino Marques - Imagens
Ami Stein Photography
António Caeiro - Fotografias
Araceli Merino Fotoblog
Arte Photografica
-
Ben Heys
Blog Olhares
Bloguite
By the Canon Viewfinder
-
Cá do Alentejo
Camino Incierto
Cantinho da Fotografia
Capture this Photography
Carmen
Chase Jarvis
Cinclus
Ciudad Dormida
Clemente Bernad.com
Clicks e Fotos
CocoFotolander
Conscientious
Consuelo - ses fotos...
ContorNUS
-
Da minha objectiva
Dave Cross online
Defocused
Desenhos com Luz
Digit@l Pixel
DPS
-
Eduardo Chaves
enf_ok_me
Escrits Amb Llum
Estórias de Bicharocos e Bicharada
-
"F" de Foto
Flagrante Deleite
Focus
Foto ao Acaso
Foto Blog (Fotopaco)
Fotografia DG
Fotografia Digital para Novatos
Fotografia (MicroSiervos)
Fotografia Práctica
Fotografo1953
Fotógrafos de Elvas
Fotojornalismos
Fotomania
Fotometria@Maria
Foto Rex
Fotos com Paixão
Fotos de qualquier parte
Fotos-Fernanda
FotoSeasons
-
Gem@ Blog
-
Horas Extraordinárias
-
Imagens
Imagens com Profundidade
ISO 101 Photoblog
Ivar Ivrig
-
Jalbum.net
José Neves
-
Klic Tossan
-
La Foto del Momento.com
Lassen Etsin
La vida a través d'un objetiu
Le Chemin du Retour
Lia Costa Carvalho
Lisa Bettany
Longa Exposição
Lugares y fotos interesantes
Lusitanicus
-
MacroIris
Mannequin
Mar Azul de Málaga
Matthew Dutile Photographer
Miguel Almeida
Miguel Emele
Mirando el mundo
Mis Fotos
Missixty
Molino 42 Fotoblog
Momentos
Momentos Fotográficos
Monsaraz
Montserrat Subirats
-
Na Terra dos Deuses
Naturgrafia
Noctambulos - Fotografia Nocturna
No Stress Photo
Notícias Foto
Numero f
Nuno Lima Photography
Nuno Photo´s Space
Nuno de Sousa
-
O elogio da sombra
O Jumento
Olha, vê
Olhar a Natureza
Olhares Perdidos
O meu olhar - Fotografia
O meu passatempo
O meu reino
O nosso planeta
O Outro
O Outro Recanto - Fotografia
O Repórter Alentejano
-
Pedaços de Tempo
PF Fotografia
Photoblog
PhotoMais
PhotoMelomanias
Pink Lady
Pontos de Vista
Portafolio Fotográfico
Preto & Prata
Punt de mira
-
Quem sai aos seus
-
Recanto
Refocus
Rêve d'une nuit d'été
Ross Oscar Knight
Rui Bernardo (FotoSub)
--
Sense Pretensions :-)
Shapes
Siempre Veo Amanecer
Strobist
-
Terra Viva
The f blog
The Smitten Image
The Travel Photographer
Toni Pons Barro
-
Umbilicum Mundi
-
Vallevidal Fotoblog
Vincent Laforet
-
World of Photos
-
Yves Krief

Coisas que podem interessar

Clica na imagem ...

Fotógrafos do Mundo


Alemanha
Andy Kampf
Don Ricchlino
Fredo
Gary Kapluggin
Michael Papendieck
Peter Voerman
Reinhard Dirscherl
Sascha Huettenhain
Stefan Beutler
Thomas Doering
Thorsten Jankowski

Espanha
Eugenio Pastor Benjumeda
Felix Capote
Fran Garcia
Gallego Caldas Jordi
J.L. Calleiras
Jose A. Gallego
José B. Ruiz
Luz Rodriguez
Marcel Germain
Marina Cano
Mikel Arrizabalaga
Rafael Zapata
Reencarnacion Cristalero

EUA
Alan Goulet
Alex Prager
Alfredas Girdziusas
Brad Kim
Brian Cassella
Brian Klimowski
Chase Jarvis
Chip Phillips
D.B. Young
Dave K
Don Paulson
Floris van Breugel
Frans Lanting
Jacob Rosen
James Pan
Joe Constanza
Larry Zimmer
LeeG
MJ Orgeron
Patrick Smith
Patrick Smith (FlickR)
Peter Lik
Ray Yeager
Richard Calmes
Samonov
Scott Kelby
Sean Crane
Steve Vaughn
Tyler Westcott

Holanda
Bas Linssen
Hanny Wijnans
Hay Heuts
Piet Burhenne
Raym
Wiel Koekkoek


Itália
Francesco Martini
Giangiorgio Crisponi
Gian Paolo Dessolis
Marco Coppo
Massimiliano Uccelletti
Tottinho


Portugal
Alberto Monteiro
André Carvalho
António Caeiro
António Caeiro (2)
António Nunes
Armando Frazão
Carlos Dias
Carlos Pinto Coelho
David Martins
David Mendes
F. Monteiro
Fernando Gabriel
Francisco Mendes
Francisco Santos
Hélio Cristóvão
Jacinto Policarpo
Jacinto Policarpo (2)
Jerónimo H.Coelho
João de Castro
João Espinho
Joel Santos
Jorge Macedo
José Ferreira
José Neves
Luis Louro
Luis Quinta
Luis Rodrigues
Luis Sarmento
Margarida Delgado
Maria José Paixão
Modesto Viegas
Nana Sousa Dias
Nuno Lima
Olga Gouveia
Paulo Almeida
Paulo A.Lopes
Paulo Carrasco
Paulo Castro
Pedro Alexandre
Raul Nunes
Rui Tavares Duarte
Rui Vieira
Zé Bicho

Reino Unido
Alex Howitt
Andrew Deer
Andrew Mortimer
Christiane
David Noton
Julie Coe
National Portrait Gallery
Nick Giles
Paul Burford
Tony Dudley

Russia
Acon
Aleksey & Marina
Alexander Orlov
Alexander Shevchenko
Alexander Zadiraka
Alexei Krivtsov
Alla Chernova
Almaska
Anatoliy Kalugin
Andrey Razooimovsk
Andrew Starchenko
Andy Prokh
Anton Martynov
Anton Postnikov
Artemiy Terichev
Babkin Oleg
Borsov Michail
Carbonkid
Cladonia
Cornacchia
Cristalle
Dasha Zaytseva
Dmitry Laudrin
Dmitry P. Raykin
Dmitry Popov
Dmitry Vinogradov
Ekaterina Alexandrova
Epsilon-Delta
Eugene Kuprienko
Filaretov
Gennadi Blohin
Grafika
H.K.
Horyma
Igor Vorobey
Ilya Rashap
Indman
Ivan Bliznetsov
JL Studio
Kirill Sergeev
Konstantin Poliakov
Larissa80
Lina
Lora Palmer
MaleWitch
Mark Olich
Max Sauco
Mikhail Shlemov
Mikhail Vjuzhanin
MS-Photo
Muravyov Michael
Oksana Muzika
Oleg Semenets
Pavel Biryukov
Pavel Kiselev
Persikoff
Pretty
Romani Kadaria
Sam Dobson
Sarochinskaya Sophia
Sashka Zhadan
Sergey Bizyaev
Sergey Ivanov
Sergey Ryzhkov
Shelepa Slav
Sofronova Anastasia
Stasak
Svetlana Fil
Valeriya Sosnovschenko
Victor Vasyliev
Yan McLine
Yuri Bonder
Yuriy Yuryev

Ucrania
Alexei Kovalev
Arseny Glinsky
Avk
Bogdan Shevchenko
Boris Bukhman
Chip Polino
Danapra
Eugene Balyubah
G-Models Gena Pratsevich
Igor Lihovidov
Josephine
Katrin Hvedi
Lad_i_mir
Oleg Trinity (Fotomafia)
Slinky
Slinky-2
Walmont

Acerca de mim

Seguidores



Todas as fotos são de minha autoria.
(As eventuais excepções serão devidamente assinaladas)

Se aparecer em alguma das fotos aqui publicadas e não quiser que tal aconteça,
por favor deixe um comentário ou contacte-me para o email: joaofialho.jf@gmail.com


  © Blogger template 'The Lake' by Ourblogtemplates.com 2008 | Configurado em Abril de 2009 por João Fialho

Voltar ao Início